Semana do Meio Ambiente

Nesta semana o Mundo todo celebra e debate questões do Meio Ambiente.

Somos todos privilegiados de praticarmos esportes que nos colocam em contato direto com a Natureza, que nos fazem explorar de forma intensa tantos lugares de belezas naturais.

Certamente esse presente que ganhamos também nos coloca em dívida, afinal, sabemos que toda atividade realizada no meio natural gera sim impactos e nenhum de nós aqui seria hipócrita em negar. Porém, é aí que cada um de nós mostra a consciência ambiental que possui. Somos todos responsáveis sim em minimizar os efeitos que nossa presença causa.
Parece pouco, mas caminhar na trilha sem alargá-la, recolher lixos, não levar embora flora local, conviver e repeitar a fauna, são sim meios de sermos menos ingratos com os locais que frequentamos. Além disso, manejos e ações compensatórias também fazem parte de uma comunidade que respeita, antes do lazer, a própria natureza.

Precisamos evoluir, e isso significa compreender que somos passageiros aqui e que nossas ações sim, perpetuarão no tempo. A escolha do legado que deixaremos é totalmente nossa. Conquistar a natureza faz parte da essência do Homem, e colocá-la a serviço, vem da cultura e necessidade social histórica. Podemos sim, mudar esse cenário e nos colocarmos lado a lado dela, preservando-a e levando em questão a real necessidade da sua exploração. Está nas mãos das novas gerações, nas nossas. Nós podemos escolher até que ponto achamos coerente e sensato, impactarmos um local e interferir no ambiente para nosso bel prazer. Parece romântico demais pensando no quanto, indiretamente, já fazemos isso através daquilo que comemos, bebemos, compramos, mas de alguma forma podemos iniciar uma nova consciência, nem que seja pelo esporte que praticamos e não achar correto tudo aquilo que nos é vendido como “a melhor maneira de fazer”, se já existe trilhas demarcadas, respeite, por exemplo.

Obviamente todos nós queremos praticar nosso esporte de forma segura e garantir isso, implica em impactos. Nossa nova consciência está na mensuração de até onde podemos ir em prol do esporte, passando por cima da prevenção e cuidado com o meio em que estamos inseridos e dessa forma saturando-o. Até onde vale a pena, seja por lazer, ego ou a própria evolução do esporte, termos que assumir que somos mais um nas estatísticas que explora de forma banal o Meio Ambiente e o coloca a serviço do homem, exaurindo-o de forma desnecessária sem buscar equilíbrio.
Tudo gira em torno de opiniões, e todos temos direito de formular as próprias. Nem sempre evoluir está vinculado a vontade do homem em primeiro lugar e sim, àquilo que represente maior sensatez e equilíbrio para o meio como um todo.

Não precisamos ser mais conservadores do que escaladores, sejamos apenas ESCALADORES CONSCIENTES, e continuemos a nos divertir!!

ASE.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s